Pages

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Por toda a minha vida

  Por toda a minha vida é muito tempo. Não penso mais em uma vida. Penso num piscar de olhos, num estalar de dedos, no hoje, no agora.
  Sonhar? Sonho. Por cinco minutos. Depois acordo. E sigo. Sigo andando, sigo correndo, sigo em silêncio, sigo seguindo. Sigo em frente. Mesmo que olhe pra trás algumas vezes. Lembrando de um piscar de olhos...
  Vejo o que quero ver. Escuto o que quero escutar. Sinto o que quero e o que não quero sentir. E aprendo. Isso sim é por toda uma vida. Toda uma vida para aprender. Um estalar de dedos para ensinar.

Um comentário: